Educadores Matemáticos celebram 18 anos da Fapes

No último dia 25, a Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (Fapes) comemorou 18 anos de existência. Segundo seu site, já no primeiro ano de criação da Fundação, o valor investido foi de aproximadamente R$ 4 milhões. Em 2021, esse valor subiu para mais de R$ 95 milhões e a expectativa para 2022 é de que R$ 110 milhões sejam investidos em ações de fomento.

Entre os milhares de projetos e pesquisadores beneficiados com recursos da Fapes, estão ações desenvolvidas no campo da Educação Matemática. Nesses 18 anos, o incentivo à pesquisa e o desenvolvimento científico em nossa área aconteceu por meio de diferentes editais, como o de auxílio a participação e organização de eventos, bolsas de mestrado e doutorado, financiamento de projetos universais e bolsas de pesquisador produtividade.

A SBEM-ES parabeniza a Fapes pelos 18 anos de fundação e se coloca à disposição para auxiliar em iniciativas que fortaleçam a pesquisa em Educação e em Ensino, sobretudo em Educação Matemática, no Estado do Espírito Santo. Para comemorar este importante marco na história da fundação, socializamos o depoimento de dois sócios contemplados com bolsas e fomento.

Sou mestranda do Programa de Pós-graduação em Educação em Ciências e Matemática (Educimat) do Instituto Federal do Espírito Santo e bolsista pela Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (Fapes). Fico muito feliz em saber que há 18 anos a Fapes vem apoiando o desenvolvimento de pesquisas no Espírito Santo. Como bolsista, a fundação contribui na minha formação como pesquisadora da área de Educação Matemática, sendo possível me dedicar à pesquisa e às atividades do curso de pós-graduação.

Bruna Moll, sócia da SBEM e bolsista de Mestrado da Fapes

Eu não posso deixar de considerar a importância dessa fundação para a pesquisa no Espírito Santo… quero destacar a relativa importância que ela dá a todas as áreas do conhecimento e a todas as instituições do estado e, também, os editais diferenciados que ela tem lançado nos últimos anos, como o Edital Universal do qual já tive oportunidade de ser contemplado e que me ajudou a desenvolver as pesquisas que tenho feito até hoje. Fui bolsista produtividade da Fapes por três anos e esse é um importante incentivo que a fundação tem dado aos pesquisadores que têm contribuído com o desenvolvimento do nosso Estado. Também quero chamar atenção para a inclusão que a Fapes tem feito em relação as mulheres, tratando de forma diferenciada as pesquisadoras capixabas que engravidaram e lançando o Edital Mulheres na Ciência. O grande diferencial dessa fundação, pra mim, é a forma como ela oportuniza a participação de pesquisadores da Grande Vitória e do interior, tentando desenvolver de forma igualitária todo o Estado. Parabéns a nossa Fapes!

Rony Freitas, sócio da SBEM e ex-bolsista da Fapes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s