Feras da Matemática dizem que ensino faz a diferença

Destaques nas Olimpíadas de Matemática das Escolas Públicas (Obmep) afirmam que o ensino de Matemática de uma maneira divertida é, sim, uma forma de fazer o aluno a aprender mais.

2014.09.21 - A gazeta0004

Matéria publicada no último domingo (21), pelo Jornal A Gazeta, que trouxe uma reportagem especial sobre o ensino de Matemática.

Arte ajuda futuros educadores a ensinar Matemática

No Laboratório de Ensino e Aprendizagem de Matemática (Leama) da Ufes, os alunos do curso de Licenciatura trabalham com dobraduras, desenhos, formas concretas e até softwares educacionais.

2014.09.21 - A gazeta0005

Matéria publicada no último domingo (21), pelo Jornal A Gazeta, que trouxe uma reportagem especial sobre o ensino de Matemática.

Dica de filme: “O substituto”

O_substituto

Henry Barthes (Adrien Brody) é professor de liceu e possui um talento nato para criar empatia com jovens. Porém, decidido a não criar vínculos com nenhum, optou por uma carreira de substituição, orientando, por curtos períodos, turmas que por um motivo ou outro ficaram sem docente. Até ao dia em que é colocado numa problemática escola pública, onde o corpo de professores se debate com adolescentes desmotivados e violentos. Ao descobrir uma ligação improvável com os seus novos alunos, com uma professora da escola e uma jovem problemática que recolhe das ruas, Henry apercebe-se que o seu dom natural pode realmente fazer diferença nas vidas de algumas pessoas e que, mesmo que o preço seja a perda de alguma paz de espírito, vale a pena o envolvimento…

O_substituto_facebook
Comentário do ex-diretor da SBEM Nacional, Prof. Cristiano Muniz, após compartilhamento de uma das cenas do filme

Brasileiro conquista prêmio tão importante quanto o Nobel

O carioca Artur Avilla, 35 anos, é o primeiro latino-americano a conquistar a Medalha Fields, conhecida como o Nobel de matemática. A entrega da premiação foi realizada na noite de terça-feira, 12, no 27º Congresso Internacional de Matemáticos em Seul, Coreia do Sul.

Avilla, que cursou graduação em matemática na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), é pesquisador do Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (Impa), instituição em que concluiu o curso de doutorado, em 2001. É pesquisador ainda do Centro Nacional de Pesquisa Científica, órgão do governo francês.

Ao justificar a premiação, o júri salientou que Avilla proporcionou “notáveis contribuições no campo dos sistemas dinâmicos, análise e outras áreas, em muitos casos, provando resultados decisivos que resolveram problemas há muito em aberto”.

A medalha Fields, comparada ao prêmio Nobel, pela importância, é entregue a cada quatro anos a matemáticos de até 40 anos de idade. Em cada edição, são premiados de dois a quatro pesquisadores destacados. Este ano, também receberam a distinção o canadense Manjul Bhargava, o austríaco Martin Hairer e a iraniana Maryam Mirzakhani, primeira mulher a receber a distinção.

Fonte: Assessoria de Comunicação Social do Ministério da Educação.