Conheça um pouco da história de Cybelle, educadora matemática vítima do ataque de Aracruz

Na última sexta-feira, todos os brasileiros foram surpreendidos com um ataque brutal a escolas na cidade de Aracruz, que vitimou três professoras e uma estudante. Entre elas, estava Cybelle Passos Bezerra Lara, educadora matemática que atuava como professora na EEEFM Primo Bitti. Como forma de homenagear a memória da professora, a SBEM-ES retoma algumas de suas experiências no campo da Educação Matemática.

Cybelle graduou-se em Matemática pela Universidade Federal Fluminense no ano de 2013. Nas redes sociais, muitos de seus ex-professores lamentaram a repentina partida da professora. Carlos Mathias comentou “Arrasado, me lembro tanto dela […]”. Já Wanderley Moura Rezende teve a oportunidade de coordenar o subprojeto do Pibid do qual Cybelle participou: “Levaram de forma estúpida uma pessoa alegre, excelente mãe, companheira, amiga e profissional. Chamava ela de pernambucana arretada (e era, como era!)”. Em nota, a página do Curso de Licenciatura Matemática também lamentou a tragédia ocorrida.

Ao final da graduação, Cybelle realizou um trabalho de conclusão de curso sobre raciocínio proporcional em alunos do Ensino Médio, sendo orientada pela professora Flávia dos Santos Soares. No mesmo ano, estudante e orientadora participaram do XI Encontro Nacional de Educação Matemática, realizado em Curitiba – PR (foto).

Cybelle Passos e Flávia Soares em Curitiba, participando do XI ENEM. Foto: Reprodução/Facebook.

Cybelle começou a lecionar em escolas da SEDU-ES no ano de 2015, ainda com contrato de Designação Temporática (DT). Em 2018, ela foi aprovada em concurso público e passou a atuar como efetiva na Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Primo Bitti, local da tragédia.

Em 2021, Cybelle defendeu sua dissertação pelo Profmat da Ufes, apresentando uma proposta de ensino dos números inteiros baseada na Resolução de Problemas. Em nota, a Universidade lamentou o ocorrido: “a ocorrência de atentados deste tipo, motivados pelo ódio, nos causa profunda indignação e tristeza, especialmente quando ocorridos dentro de uma escola, local onde são cultivados valores como o respeito mútuo, o diálogo, a tolerância e o amor pelo saber”.

Ainda consternados pela tragédia ocorrida, os membros da diretoria regional e demais sócios da SBEM-ES se juntam a toda sociedade civil e manifestam seu profundo pesar a todos os estudantes, docentes e familiares das vítimas pelo cruel ataque.

Publicidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s